terça-feira, 15 de setembro de 2015

MIRADOUROS… DE GONDAR

É do alto das suas colinas, de um ponto de vista semelhante ao das aves, que Gondar revela toda a sua beleza e encanto. Calcorrear caminhos e vielas que atravessam lugares e lugarejos permite, sem dúvida, apreciar mais de perto o dia-a-dia das suas gentes, a rusticidade das suas construções, o calor humano dos anfitriões. Mas, são os miradouros, os pontos mais elevados, os que nos oferecem perspectivas únicas e privilegiadas das suas aldeias e paisagens - são eles os verdadeiros arautos da beleza de Gondar.

Lugar de Corujeiras (visto do Castelo - Carvalho de Rei)

Ovelhinha (vista do Caminho das Mesuras)

Vilela (vista do Calvário)

Vila Seca (vista a partir da Boavista)

Larim (vista a partir do Tapado)

Devido à sua orografia, acidentada e a convergir para os vales dos rios Ovelha e Carneiro, são vários os miradouros que Gondar nos oferece. Destes, selecionamos cinco: o Castelo, que nos dá uma panorâmica de toda a freguesia, mas sobretudo uma vista de cortar a respiração sobre os lugares de Corujeiras e Outeirinho; o Calvário de Vilela, com uma vista soberba sobre o lugar; o Tapado com uma perspectiva única sobre Larim; o Caminho das Mesuras, de onde é possível admirar toda a beleza e sedução de Ovelhinha; e uma panorâmica do lugar de Vila Seca, com o seu casario disposto em cascata, a partir da Boavista.

Há, concerteza, outros miradouros de igual beleza e, porventura, mais deslumbrantes. Ficarão para uma próxima oportunidade. 

Miguel Moreira



Sem comentários:

Enviar um comentário