sábado, 19 de maio de 2018


MEMÓRIA PAROQUIAL DE JAZENTE (1758)

Dando continuidade à publicação das “Memórias Paroquiais” das freguesias que constituíam o extinto concelho de Gestaço, publicamos hoje as de Santa Maria de Jazente.
Com data de 1758, as Memórias Paroquiais de Jazente foram redigidas pelo cura Manuel Pereira, “por impedimento” do seu pároco Paulino Cabral, o conhecido poeta Abade de Jazente. Provavelmente este impedimento se devesse às longas temporadas em que Paulino se ausentava para o Porto, onde levava um vida boémia, participando em saraus e tertúlias e dedicando-se à arte poética.
Da leitura do documento podemos concluir que o redator da Memória de Jazente, o cura Manuel Pereira, não perdeu muito tempo a responder ao questionário, "fazendo apenas uma simples descrição (quase relatório) da geografia de Jazente: paróquia de 159 pessoas, 52 fogos distribuídos por sete lugares. Sem beneficiados, ermidas, romagens e sem feiras, em suma, sem coisa alguma notável digna de memória”, Jazente devia parecer tão ou mais desprovida de interesse ao cura Manuel Pereira como certamente o era ao abade Paulino"(1).
Igreja Românica de Jazente
Igreja de Santa Maria de jazente (interior)

Reza assim o referido documento de 1758:

"1- Esta Parochia de Santa Maria de Jazente fica em a Província de Entre Douro e Minho, pertence ao Bispado do Porto, comarca de Sobretamega pello Eclesiástico, e pello secular pertence à comarca da Villa de Guimaraens e ao termo do concelho de Gestaço.
2- He de El Rey.
3- Tem cincoenta e dous vezinhos e sento e cincoenta e nove pessoas.
4- Está situada em hum convale, e della se descobrem a mayor parte da freguezia de São Pedro da Lomba e da de Santo André de Padornello, de Santa Maria de Gundar, de São Simão de Gouvea, e o Castello de Cylorico de Basto; as tais freguezias são vezinhas e do dito Castello dista esta Parochia três legoas com pouca differença.
5- Não tem esta Parochia Termo seu, tem sete lugares sic licet a Residencia Abbacial, Cima de Villa, Jazente, Posadella, Pardieyros, Fornos, e Loureyro.
6- Esta Parochia está solitária, e fora de lugar, e tem os lugares já especificados em o numero quinto.
7- O orago desta freguezia he  a Santissima Virgem Maria; tem três Altares, o Mayor da Padroeyra, o colateral da Epístola da Senhora do Rosário, o colateral do Evangelho do Minino Deos, São José, e Santa Anna. Não tem nave alguma; tem duas pobres confrarias, a do Santissimo Rosario, e a do Santo Nome de Deos.
Memorial a Paulino Cabral, Abade de Jazente
8- O Parocho desta freguezia he Abbade por eleyção do Bispo da Cidade do Porto, e collação da Sé Apostólica: tem esta Abbadia por dízimos, fructos do Passal, foros, domínios e pé de Altar, da renda comummente deductis expensis,  trezentos mil reis.
9- Não tem Beneficiado algum.
10- Não tem Convento algum; porem sem duvida foy esta Igreja já Convento, ou Hospicio de Religiosas de São Bento ate o anno de mil quinhentos quarenta e dous com pouca diferença: a Igreja tem indícios de antiguidade.
11- Não tem Hospital.
12- Não tem casa de Misericórdia.
13- Não tem Ermida alguma.
14- Não acode romagem alguma.
15- Os frutos da terra que os moradores desta Parochia recolhem em mayor abundancia são vinho vermelho verde, milho grosso, e centeyo, bolotas de carvalheyras e carvalhos, e também castanhas.
16- Não tem Juiz dentro de si, está porém subjugada ao Juiz ordinário do sobredito concelho de Gestaço dentro de cujo Termo existe.
17- Não há couto, nem cabeça de concelho, nem Honra, nem Behetria.
19- Não tem em si feyra alguma.
20- Não tem Correyo, e se serve do Correyo da Villa de Amarante do qual dista huma legoa com pouca differença.
21- Dista esta Parochia da cidade do Porto capital do Bispado dez legoas com pouca differença, e da cidade de Lisboa sessenta legoas do mesmo modo.
Em esta freguezia de Santa Maria de Jazente não há serra alguma e suponho esteja circunvizinha de algumas serras notáveis, contudo essas estão incluídas e pertencendo a freguezias cujos Parochos melhor podem noticiar delas.
Em esta freguezia de Santa Maria de Jazente há creaçõens de boys, vacas, ovelhas, porcos, galinhas; há caça de coelhos, perdizes, galinholas, e de outras aves de menos estimação.
Não há noticia nesta Parochia de Lagoa, nem fojos.
Em esta Parochia de Santa Maria de Jazente nenhum rio tem nascimento, nem dentro do limites della tem curso rio algum.
Não há mais alguma cousa notável de que se deva fazer menção, tanto porque esta Parochia não he populosa, como porque he angusto o circuito della; e não há mais nem menos que vos possa responder. As quais respostas e relação eu o Padre Manoel Pereyra Coadjutor desta Parochial Igreja de Santa Maria de Jazente por impedimento do Reverendo Abbade actual da mesma escrevi e asigney."

O Coadjutor Padre Manoel Pereyra

https://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4240377
(1)- "Rota do Românico", Igreja de santa Maria de Jazente.

Miguel Moreira (pesquisa e fotografias)